Termos usados pelo Marketing Digital que você precisa conhecer



Se você está entrando agora no mundo do marketing digital e ainda não conhece todas as ferramentas que esse segmento pode oferecer, acaba perdido com tantos termos e siglas novas.


Pensando nisso criamos uma lista com os principais termos do Marketing Digital, para que você não fique perdido e consiga planejar sua estratégia de marketing com eficiência. Ao final desse artigo, você será capaz de compreender e de colocar em prática tudo que aprendeu.



1. Marketing Digital


A definição de marketing é simples: buscar, por vários meios, atrair clientes e gerar negócio para uma empresa ou profissional.


Marketing digital é a mesma coisa, só que na internet.


Segundo Philip Kotler, marketing é um processo tanto administrativo quanto social pelo qual as pessoas obtêm o que desejam e necessitam através da geração de desejo, oferta e troca de produtos de valor.


2. Marketing de Conteúdo


Marketing de conteúdo é o processo de criar, publicar e promover conteúdos personalizados e relevante para seu cliente. São conteúdos direcionado para seu público-alvo, e que o auxilie em todo processo de compra e o atraia para você de forma natural e espontânea.


3. Inbound Marketing


É uma metodologia de marketing projetada para atrair visitantes. Usa uma combinação de canais de marketing, marketing de conteúdo, SEO e mídias sociais de maneira criativa para atrair a atenção das pessoas.


Para isso, são produzidos conteúdos relevantes e capazes de conduzir o potencial cliente pelo Funil de Vendas.


4. Outbound Marketing


Em uma forma resumida. Enquanto no inbound você cria mecanismos para atrair os potenciais clientes, no outbound você identifica o perfil dos potenciais clientes e começa a abordá-los.


Vale ressaltar que outbound não é inimigo do inbound. Você consegue criar estratégias muito eficazes, unindo os dois para o sua estratégia de negócios.



5. Funil de Vendas


No funil de vendas, você busca entender o quanto seus leads estão perto de se tornar clientes e busca tratá-los de acordo com isso.


O funil é dividido em 3 etapas:

  • Topo - É a etapa de onde desperta o interesse do futuro cliente;

  • Meio - É a etapa do processo em que a pessoa considera a existência de determinado problema e tem a intenção de solucioná-lo de alguma forma.

  • Fundo - É a etapa do funil de vendas que visa levar o lead ao seu objetivo final: a conversão, transformando-o, assim, em cliente.


6. Lead


Resumidamente é todo cliente em potencial do seu negócio. os leads Normalmente em algum momento demonstraram interesse em seu produto ou serviço e provavelmente querem saber ainda mais, representando uma grande oportunidade de negócio.


7. Persona


Perfil de cliente criado para guiar as estratégias de marketing e vendas. É a representação do cliente ideal para o seu negócio. Você precisa levar em consideração alguns fatores como objetivos, comportamentos, dados geográficos, entre outros, para criá-la.


Ao identificar sua persona, é possível saber o perfil ideal do seu consumidor.


8. Prospect


O prospect é aquele lead que já passou pelo processo de qualificação, já possui todas as informações de que necessitava para tomar uma decisão. Ele está no momento de escolher solução disponível no mercado.


Neste momento é importante que o seu time comercial está afiado em rebater qualquer objeção que ainda resta no seu prospect e convencê-lo a tomar uma decisão.


9. Conversão


Toda vez que o visitante realiza uma ação diretamente relacionada com o objetivo principal da página, ocorre uma conversão.


Exemplo: preencher um formulário, realizar uma compra, assinar um teste, etc.


10. Landing Page (LP)


Costuma ser mais utilizada como uma página criada com um propósito específico de conversão, que pode ser a venda de produto, liberação de material gratuito etc.


Normalmente composta por um formulário, uma oferta de conteúdo e um CTA. Essa oferta, geralmente em uma estratégia de Inbound Marketing, é um material gratuito rico como um infográfico ou um e-book.


11. Teste A/B


O teste A/B apresenta uma lógica simples para o entendimento real de quais abordagens funcionam melhor com seu público em suas ações online. Mensurado com precisão e com base em dados, não em achismos.


Os testes A/B devem ser aplicados em situações em que há a necessidade ou o potencial de otimizar alguma métrica importante para a empresa, sejam acessos, aberturas, cliques, geração de Leads, etc.


É a melhor maneira de testar diferentes abordagens e ver o que converte mais em uma página


12. CRM


O CRM concentra informações como histórico de atendimento e de compras, canais de contato e preferências e dados pessoais.


O sistema é crucial para tornar abordagem e todo os contatos com clientes mais assertivos. O conceito de CRM envolve processos, estratégias, cultura organizacional e tecnologia. Acima de tudo, é um facilitador para as equipes de vendas



13. ROI


É o retorno sobre investimento, ou seja, é o jeito de saber se o investimento com marketing está se revertendo em lucros ou não.


Para calcular o ROI, é preciso levantar a receita total, subtrair dela os custos e dividir esse resultado também pelos custos.


14. SEO


Também conhecido como otimização de sites, é rapidamente definido como uma forma de aumentar os acessos do seu site através de um conjunto de estratégias que permitem que um site melhore seu posicionamento nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, como Google e/ou Bing.


Quanto melhor o seu SEO, mais pessoas visitarão suas páginas através desse tipo de site.



15. CTR


CTR – Click Through Rate, ou taxa de cliques, é o número de cliques recebidos pelo seu anúncio dividido pelo número de vezes que ele foi exibido.

Exemplo: cliques ÷ impressões = CTR. Se você tivesse cinco cliques e cem impressões, sua CTR seria de 5%.


16. CPM


CPM – Cost Per Thousand, ou Custo Por Mil, essa métrica representa o gasto gerado a cada mil impressões do anúncio. As impressões são o número de vezes que um anúncio é exibido para o público, ou seja, o anunciante paga toda a vez que o anúncio é visto 1.000 vezes na Internet.


17. CPA


Ao invés de pagar pelo preço do clique (CPC) ou pelo valor de mil exibições de anúncios (CPM), você só paga somente pelo resultado obtido.


Essa é a mais cara dos três tipos de precificação, afinal, você só pagará pelo seu anúncio quando alcançar o objetivo final da sua campanha, que pode ser uma venda, o preenchimento de um formulário ou Landing Page, visualização de um vídeo, download de algum material ou aplicativo, ou qualquer outra finalidade estabelecida por você.


18. CPL


CPL – Custo por Lead, é cálculo que permite saber quanto custou para a empresa cada lead conquistado, apenas dividindo o que foi investido em marketing digital pelo número de leads gerados por cada fonte de tráfego.


19. CPC


CPC – Cost Per Click, ou Custo Por Clique, é uma métrica usada para mensurar a cobrança de anúncios pagos, nos quais o pagamento é feito de acordo com o número de interações obtidas.


Exemplo: se você possui R$1000 para investir em uma campanha no AdWords e o valor do CPC da palavra-chave escolhida é R$0,50, o retorno médio será de 2000 cliques.



20. CAC


CAC - Custo de Aquisição do Cliente, é uma das métricas mais importantes para a lucratividade de uma organização. Trata-se de um cálculo que considera todos os custos envolvidos para converter um novo cliente, pois ajuda a limitar o orçamento das campanhas e impedir que se gaste mais do que o negócio futuramente vai ganhar.








8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo