Ascenção e queda: ATARI

Atualizado: Jun 23

Como o sacrifício do foco no cliente e a ganância corporativa levaram a empresa de maior crescimento dos anos 1980 à falência em menos de uma década


Sou da geração que teve como primeiro videogame o Super Nintendo. Desde então, joguei em diversas plataformas. Do Xbox ao Sega. Tudo começou com a Atari. Após ser a empresa de crescimento mais rápido da sua época, rapidamente perdeu fôlego e tronou-se irrelevante.


Continue lendo para saber como isso aconteceu:


Origens


Nos anos 1960, Nolan Bushnell, que viria a fundar a Atari, era um aluno da Universidade de Utah. Lá, teve contato com uma máquina chamada “Space War” para um computador avançado, disponível apenas em centros de pesquisa.


Bushnell era gerente de um parque de diversões local e, imediatamente, percebeu o potencial para criar uma máquina que disponibilizasse o jogo operado por moedas. Infelizmente, na época, o computador custava U$ 1 Milhão. Ele resolveu esperar o desenvolvimento tecnológico fazer o preço dos computadores baixar para criar o produto que sonhou.


Em 1972 o custo dos computadores baixou o suficiente para justificar a criação de uma máquina de jogos de Arcade. Nesse ano foi fundada a ATARI.